Um cantinho para sonhar, desabafar, partilhar, divulgar, voar, sorrir, emocionar...o meu cantinho secreto!

Foto tirada pela girafa antes de se transformar em Nenúfar...na vida real - Lago de Jardim em Mafra.

sábado, 17 de maio de 2008

Rabos no chão, sentar no chão e brincar.



Imagem daqui (aliás gostei muito das informações deste site, espreitem, fala de crianças índigo, achei interessante!)

É simples e difícil, os pais sabem-no bem. Chegar ao fim do dia e disporem-se a sentar no chão e a brincar, sem pressas, pode ser das missões mais saborosas e exigentes do quotidiano dos pais.



"Não é preciso fazê-lo sempre, mas de quando em vez faz muito bem a todos: oferecer ao nosso espírito à brincadeira de criança e oferecer a nossa atenção à criança que amamos. Quem já o fez sentiu que basta sentar no chão para que a criança entenda que estamos ali, para ela, para que a imaginação e os brinquedos nos convidem, para que os risos e os abraços nos conduzam.
Na infinita lista de brincadeiras, esta que parece ser nada, é a excelência da brincadeira.
Imitem um gato ou um sol, um gigante ou um anãzinho, ou outras mil coisas que possam existir. Construam uma cidade ou um monumento. Vistam bonecas ou façam puzzles, brinquem aos teatros ou às cócegas ou às lutas..."
in "É bom estarmos juntos". de Patrícia Luz Pinto


Ultimamente tenho-me sentido "culpada" porque penso não estar a dedicar muito tempo de atenção aos meus filhos. A vida anda a correr à velocidade da luz e estamos juntos ao final do dia e ao princípio do mesmo, é tudo a correr.
Aos fins de semana, apesar de muitas vezes irmos ao parque infantil mais próximo, quando estamos em casa, eu estou a fazer tarefas domésticas na maior parte das vezes. No entanto, não com a regularidade necessária, imponho a mim própria um tempo dedicado a eles.
Hoje assim fiz, e sentada rabo no chão (debaixo da almofada) jogámos os três a um jogo que lhes foi oferecido no Natal, e eles estavam tão alegres e parece que agradecidos de eu finalmente estar VERDADEIRAMENTE inteiramente à sua disposição!
Depois a minha filhota adormeceu e não chegou a ouvir uma história, mas o meu rapazito fez questão de ouvir-me ler uma de um livro, ele que já está fartinho de saber ler! Mas sabe-lhe bem ter a mãe ali enfiada na cama dele com o livro em frente às nossas caras e as letras soletradas...

Estes vão ser momentos da vida deles que vão gostar de recordar...e eu também é claro!

20 comentários:

sonia disse...

olà :)
Olha sabes hà uma frase que ficou bem instaladinha na minha cabeçinha dum livro que li quando andava gràvida.(sim na altura tinha tempo pa ler, grr!!)"Daqui a dez anos, haverà sempre po para limpar, tarefas para fazer. Mas daqui a dez anos, também a sua criança terà crescido." Eu escolhi a minha mais que tudo! Ela também percebe que hà momentos onde tenho de trabalhar (como agora ihihih viva o canal Panda), mas quando é para brincar é para brincar a sério!Ela fica tão feliz com esses momentos. Abraça-me tanto, dà-me mil e um beijinho!
O que interessa é a qualidade desses momentos e não a quantidade!
E os pais têm de deixar de se sentirem culpados por trabalharem, tem de ser, né?
Beijinhos grandes!!

Stôra disse...

Adorei ler o teu texto :) Obrigada por partilhares connosco essas tuas confissões.
Ainda não tenho filhos mas como espero vir a ter, questiono-me várias vezes se terei tempo para fazer tudo (trabalho, tarefas domésticas e dar a atenção que desejo aos filhotes).
Como professora, tenho sempre muito trabalho e, pior de tudo, não consigo deixar o trabalho na escola :( Tenho sempre trabalhos de casa!
Mas como diz a Sónia, o que interessa é a qualidade e não a quantidade :)
*Beijinhos* e bom início de semana!

Pérola disse...

Desafio no meu blog, querida, se quiseres responder.

beijocas!

Paulo Tomás Neves disse...

O mal é que depois as crianças crescem e já não querem brincar com os pais
E lá ficamos nós com sintomas de carência a pensar quando é que os nossos bebés se tornaram tão crescidos
:-)

1/4 de Fada disse...

Nem imaginas como compreendi bem o que tu sentes. tenho 2 filhos gémeos, um rapaz e uma rapariga - estava grávida de 8 semanas quando soube que ia ter gémeos. Perguntei a um amigo que também tinha 2 se era difícil e quando é que começavam a dar menos trabalho :) Agora têm quase 17 anos e os trabalhos são outros, mas não diminuiram em nada! Tentei sempre dar-lhes toda a atenção do mundo, mesmo quando estava para lá das minhas forças. A única coisa que posso dizer é que vale mesmo a pena esse esforço!

Filoxera disse...

É necessário e gratificante brincarmos com eles. Pena termos tanto que fazer, em paralelo...
A minha filha nunca adrmeceria- é quase imune ao sono.
Ele, está desejoso de aprender a ler (tem 5 anos e meio).
Hoje fomos ao parque e a dois museus.
Beijos.

Angel of Light disse...

Querida!

A razão da minha ausência, nestes últimos dias, já está à vista. Passa pelo último post do “Keep Your Mind Wide Open” e leva o que é TEU! Obrigada lindo ser de luz pela tua carinhosa participação e partilha.

Beijinhos de Amor, Paz e Luz!

Blue Eyes disse...

Querida amiga,

A vida é feita de momentos...pequenos nadas que fazem tanto!O Zé Pedro é muito absorvente...quer toda a atenção do mundo!Mas ver a felicidade dele quando nos tem só para ele...mesmo que seja estar 'encostadinho' a mim a ver um dvd...faz com que valha a pena 'deixar' um bocadinho de lado os afazeres do dia-a-dia para aproveitar a infância...porque crescem num instante.Temos que dar mais importância à qualidade dos momentos...pois é um facto que com a vida de hoje é difícil 'ter' quantidade de momentos.

*** grandes.

Girafa cor de rosa disse...

Sonia: Muito bem vinda ao meu cantinho! Concordo contigo, daqui a dez anos haverá ainda pó para limpar, mas as nossas crianças já não serão crianças...beijos e volta sempre!

Stôra:o meu texto é feito de "pequenos nadas"! Mas ainda bem que gostaste! BEijos e boa semana.

Pérola: eu alinho, aliás alinho sempre, mas tens que me dar tempo, ok?! BEijo e boa semana.

Paulo: por isso temos que os aproveitar bem enquanto são crianças, mas de certeza que podemos partilhar outro tipo de coisas quando forem mais crescidos, penso que estamos sempre a tempo de partilhar algo e fazer algo em conjunto com os nossos filhos. Beijo e boa semana.

1/4 de fada: pois e eu que pensava que os trabalhos decresciam com a idade:)))!! Mas tb concordo...vale sempre a pena o esforço! Beijos e boa semna.

Filoxera: a minha filhota parece que tem um botão off às 9 e 30 desliga!! Adormece e quando estamos a fazer alguma coisa e ela tem sono está sempre a repetir: tenho sono, tenho sono...mas é muito activa e reguila durante o dia! Beijo e boa semana.

Angel: foi um prazer partilhar:) beijo e boa semana.

Blue eyes: e depois quando eles crescem temos tantas saudades de quando eles eram bebés! Beijos e boa semana.

jasmimdomeuquintal disse...

O facto de te questionares sobr eo tmepo que dedicas aos teus filhos é um sinal que lhes ligas muito... Não fiques com problemas de consciência

José António disse...

É isso, dedicar um tempo de qualidade é uma referência a não perder. Vais ver como esse jogo e essa história passarão a ser mais importantes agora. É dessa dedicação que são feitos os amores aos livros e aos jogos.

BC disse...

Hoje vim a voar até aqui, o tempo é curto para tudo, mas consegue-se com um pouco de método, embora seja
difícil às vezes.
Claro que adorei o texto, porque me sentei muitas vezes no chão com
os meus filhos e isso era revigo-
rante:Brinquei com carrinhos , pistas de comboios,vesti e despi bonecos, penteei as barbies, tarefa que gostava muito de fazer.
Ainda hoje gosto de me sentar no chão com eles(figurativamente),as idades são outras as partilhas são outras, mas felizmente colhi os frutos!!!!
:)s

OUTONO disse...

Filhos...

Tenho duas ...que são o meu tesouro...e quantas vezes pergunto, se estou a dar o meu melhor?

Dias difíceis. Como te compreendo.

Gostei do teu texto. Dá que pensar.

Beijinho

sonia disse...

Olà!!
Muito obrigada pelo teu comentàrio no cantinho (um pouco sem nexo lol). Obrigada pela visita!Tu é que tens aqui um blog muita muita giro!!Também vou-te linkar e comigo tàs à vontade!!Jà tirei muita coisinha daqui ah pois sim (nos links que indicaste).A Lara vai ficar doida com o Ruca!!
beijinhos grandes

Blue Angel disse...

Eu também tenho a noção que não dou a atenção que a Filipa precisa de mim.
E pior... como sou separada, ela disse-me no outro dia que o pai brincava mais com ela do que eu. Não o disse de malvadez, mas saiu depois de me ter dito para ir á sala e eu dizer que estava soa acabar de fazer a cama. Doeu fundo, mas embora me seja complicado chegar a casa, ver muitas coisas desorganizadas, camas por fazer, louça por lavar, o chão por limpar e deixar estar... mas, vou tentar dar-lhe mais atenção e correr a dobrar no fim de a deitar.
Ela não entende o porquê de eu ter estas responsabilidades quando vê o pai dela chegar a casa e não fazer absolutamente nada, daí ter todo o tempo do mundo para se entreter com ela.
Desculpa o desabafo, mas fez-me bem escrever…e deitar para fora esta minha recente frustração….

Adorei ler este teu post. Fez-me bem e já agora gostei muito do teu blog! Vou cá voltar de certeza!

Boa semana

Nivea

Ka disse...

Percebo muito bem o qe dizes e tento fazer isso embora nem sempre consiga.
Mas sem dúvida nenhuma que um sorriso deles e os olhos a brilhar compensam qualquer esforço.
Eu acho que as crianças, os nossos filhos, nos fazem ser melhores pessoas.

Beijinho e obrigada por este post delicioso

sonia disse...

Girafinha mai linda...
tens là umas palavrinhas no meu cantinho pa ler!
beijinhos

Girafa cor de rosa disse...

Jasmim: consolas-me amiga, mas tenho que fazer um esforço maior por estar (verdadeiramente) mais com eles. Bj.

J. António: tb acho que é de tenra idade que se deve cultivar o amor aos livros, aliás, os meus filhos já cultivam esse grande amor aos livros e muito orgulho me dá esse facto! Bj.

bc: que bom, se construirmos um bom passado com eles (filhos) teremos com certeza bons futuros com ligações profundas e significativas. Bj.

Outono: bem vindo ao meu cantinho! AInda bem que gostaste, volta sempre. Bj.

Sónia: quando tiver tempo hei-de acrescentar mais links para crianças. Bj.

Blue Angel: Bem vinda ao meu cantinho! ó amiga, não te preocupes, cada um de nós faz o melhor! É preciso é ter consciência, reflectir e sentir...e estamos sempre a tempo de deixar as tarefas de parte e estar com as nossas crianças! Bjs.

Kasinha: és uma querida, este post está apenas o que uma mãe às vezes sente...são desabafos, nada mais! Mas é maravilhoso ler as vossas palavras, muito obrigada:). Beijos.

Sonia: ai socorro! é que tenho outro desafio da Pérola!! E ainda não respondi...se não responder ao teu ficamos amigas na mesma, pode ser?? Beijossss.

Professorinha disse...

A nossa vida é tão complicada que acabamos por deixar para trás o que deveria ser o mais importante da nossa vida...

Adoro a tua imagem ali em cima, cheia de flores... linda linda...


Beijos

BlueVelvet disse...

E aproveita estes momentos, porque passam num instante.
Para nós continuam sempre a ser os nossos meninos, mas eles acham-se crescidos demais.
Beijinhos