Um cantinho para sonhar, desabafar, partilhar, divulgar, voar, sorrir, emocionar...o meu cantinho secreto!

Foto tirada pela girafa antes de se transformar em Nenúfar...na vida real - Lago de Jardim em Mafra.

domingo, 17 de fevereiro de 2008

A propósito do dia dos namorados...

Sou daquelas pessoas que acreditam que não têm de existir dias específicos para nada, até porque "Natal é quando o homem quiser!", por isso o dia 14 de Fevereiro é apenas um dia no calendário, em que se "decretou" ser para os namorados, namorarem, celebrarem o seu namoro, congratularem-se por se terem conhecido e estarem juntos, etc, etc.

A minha filha, que é espertalhona, disse logo que o dia dos namorados não era só para os namorados, que era para todas as pessoas que se sentiam amigas, com laços de alguma forma, que era uma celebração da amizade, da ternura, do carinho...enfim dos LAÇOS que se criam entre os seres. É claro que logo a seguir vem a proposta maliciosa..."e por isso tens de nos oferecer uma prenda!!". Eu logo vi, cheirava a esturro!!

Ofereci um pequeno livrito na Mily e Molly a ele e a ela, ficaram felizes.

Mas, lembrei-me que nada melhor que aquele pedaço maravilhoso do livro "O Principezinho" e por isso, para celebrar este dia, embora já a maior parte o conheça, e o releia de vez em quando, vale a pena recordá-lo, porque nada melhor que isto, constantemente, para iniciar, manter e continuar FELIZ uma ligação ESPECIAL....
CATIVAR:


E foi então que apareceu a raposa:

- Bom dia, disse a raposa.

- Bom dia, respondeu educadamente o principezinho, que se voltou, mas não viu nada.

- Eu estou aqui, disse a voz, debaixo da macieira...

- Quem és tu? perguntou o principezinho. És bem bonita...

- Sou uma raposa, disse a raposa.

- Vem brincar comigo, propôs o principezinho. Estou tão triste...

- Eu não posso brincar contigo, disse a raposa. Ainda ninguém me cativou.

- Ah! desculpa, disse o principezinho.

Após uma reflexão, acrescentou:

- Que quer dizer "cativar"?

- Tu não és daqui, disse a raposa. Que procuras?

- Procuro os homens, disse o principezinho. Que quer dizer "cativar"?

- Os homens, disse a raposa, têm espingardas e caçam. É uma grande maçada! Criam galinhas também. É a única coisa interessante que fazem. Tu procuras galinhas?

- Não, disse o principezinho. Eu procuro amigos. Que quer dizer "cativar"?

- É uma coisa muito esquecida, disse a raposa. Significa "criar laços..."

- Criar laços?

- Sim, laços, disse a raposa. Por enquanto, tu não és para mim senão um rapazinho perfeitamente igual a cem mil outros rapazinhos. E eu não preciso de ti. E tu também não precisas de mim. Por enquanto eu não sou para ti senão uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se me cativares, passamos a precisar um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo...

- Começo a compreender, disse o principezinho. Existe uma flor... eu creio que ela me cativou...

in "O Principezinho" de Saint-Exupery

É tão bonito! É daquelas leituras que vale a pena ler e reler para interiorizar!

Imagens retiradas de:

http://sangha.blogs.sapo.pt/arquivo/778870.html

http://www.metade.com.br/amor.html

1 comentário:

eumesma disse...

Vale sim, e mais do que isso, seria om que cada um de nós cativasse ou tentasse pelo menos, o ser humano que está mesmo ao seu lado em todas as circunstâncias da vida...
Quem sabe se com um esforço de parte a parte, não estariamos no bom caminho para ter novas amizades??? :-)

Bjs e bom fds