Um cantinho para sonhar, desabafar, partilhar, divulgar, voar, sorrir, emocionar...o meu cantinho secreto!

Foto tirada pela girafa antes de se transformar em Nenúfar...na vida real - Lago de Jardim em Mafra.

terça-feira, 10 de junho de 2008

"Filhos do Afecto" e a minha "vidota"

(“The Kiss”, Gustav Klimt)
Como o prometido é devido deixo aqui partes do livro que comecei a ler e de que tinha falado há alguns dias atrás.


Apesar do pouco tempo que tenho, ando a ler que nem uma doida, acho que é para descarregar frustações, é que ultimamente a minha vida, especificamente aquela que diz respeito à parte sentimental, anda mesmo aos trambolhões!!

Sabem qual é a sensação de vos parecer que encontraram aquela pessoa especial e de repente sucedem-se as desilusões?! E chegam à conclusão que já não vão conseguir amar assim da mesma forma...

Enfim, acho que ando mesmo aos pedaços, não compreendo imensas coisas que se estão a passar, e tal como todos nós sonhava em partilhar a vida com alguém que fosse "the special one"! sabem aquela sensação de chegarem ao final do dia e conversarem com o companheiro como foi o dia, o que aconteceu e partilharem algumas coisas...(sou sonhadora não? Mesmo aqueles que estão casados, ou que têm um/a companheiro/a, mesmo esses, muitos não têm partilhas, pois não? Mas alguns têm! E a esperança é a última a morrer...embora a minha esteja pelas ruas da amargura!)


Para não dar aso às choraminguices pelos cantos descarrego na leitura, para me transportar por outros mundos, outras vivências, isto é para não cair na minha vida outra vez e lá vêem os lenços de papel and so on! É uma boa estratégia ou não?! Ai vida!!

Deixem lá, isto passa ou então eu passo-me:-))!

Excertos do livro Filhos do Afecto de Torey Hayden



Só para aguçar o apetite, na contra-capa vem assim:


"Nele voltamos a encontrar a excelente contadora de histórias que Hayden e é mesmo universo perturbador e pleno de entrega e sensibilidade das suas obras anteriores. Claudia, uma menina de doze anos expulsa da escola que frequentava por ter ficado grávida; Tomaso um rapazinho de onze anos que viu a madrasta assassinar o pai; Lori uma linda menina de sete anos que sofre de graves lesões cerebrais causadas por maus tratos familiares; e Boo, um menino autista, também de sete anos de idade, são as quatro crianças com necessidades especiais a quem Hayden irá devotar a sua c onfiança e amor. A sua imensa determinação acabará por produzir frutos, e aquele grupo inicialmente caótico irá transformar-se numa família coesa, alicerçada na entreajuda e na compreensão mútua. Uma história de vida e de afectos profundamente entrenecedora."


Mais pedaços de dentro...


"Lori! Que criança maravilhosa. Podia estar sentada o dia inteiro a ouvi-la. Lori era um caso singular, em todos os meus anos de ensino.(...)"

(...) "Lori tinha chegado a mim através de circunstâncias preversas. Juntamente com a irmã gémea, tinha sido adoptada quando tinha 5 anos. A outra gémea não tinha quaisquer problemas escolares. Mas logo desde o início, Lori não era capaz de se adaptar. Era hiperactiva. Não aprendia. Nem era capaz de copiar correctamente. A terrível constatação deu-se durante o seu segundo ano de infantário, um ano que esta criança teve que repetir devido à frustação que sentia por não conseguir aprender.(...)"

"Uma vez, há muito tempo, quando eu era ainda criança pequena, disse à minha mãe que quando crescesse, queria ser uma bruxa e casar com um dinossauro. Aos quatro anos parecia ser um plano maravilhoso.(...)."


Estou a gostar imenso e dá para esquecer o resto é claro...

Tenham um bom resto de semana e obrigado por estarem aí a ler, tão bom sentir-vos aí!






16 comentários:

Paulo Tomás Neves disse...

"Uma vez, há muito tempo, quando eu era ainda criança pequena, disse à minha mãe que quando crescesse, queria ser uma bruxa e casar com um dinossauro. Aos quatro anos parecia ser um plano maravilhoso.(...)."

Parece-me um bom plano, e eu já tenho 4 anos assim umas mais de onze vezes :-)

Bom resto de semana e boas leituras

Prof. Teresa disse...

Minha querida, tenho tanto tanto para partilhar contigo sobre o que acabas de escrever que um comentário de um post não chega. Temos duas hipóteses (se quiseres partilhar cmg) ou escrever um mail (está acessível o teu no perfil?) ou, como tu disseste que passas pela minha escola, convidar-te para um gelado mal terminem as aulas. Eu gostaria muito de nos tornarmos reais se quiseres. Um beijinho!

Blue Angel disse...

Não és sonhadora por quereres encontrar o teu "special one", mas sim, e tal como todas as pessoas, queres ser feliz e viver uma relação plena e saudável.
Não te preocupes e vive com um sorriso no rosto.... vais ver que quando menos esperares.... pimba.... esbarras no teu "SPECIL ONE" e vais ser feliz para sempre!!!

:)

Nivea

(Aconteceu comigo depois de passar por muitas desilusões e frustrações!)

MONICA disse...

Olá!, gostei muito de seu blog, chegei desde o Jardim da alegría.
Parabéns e até já!
:)

Chicha Bananica disse...

Venho cá ler-te muitas vezes. Tornou-se um vício bom!
Hoje deixo um pedido de empréstimo (do livro claro!), pode ser?
BJS GDS

LeniB disse...

querida girafa... há mt que deixei de acreditar no "the one": temos de nos contentar com os "the moment"... lol... lol
bjs e anima-te... tb eu sou uma leitora compulsiva... ler faz bem...distrai!

Blue Eyes disse...

Ui que susto apanhei ao chegar aqui!Então miúda!?Onde está o ânimo com que sempre nos 'presenteias'?Sinceramente acho que não existem special ones (só mesmo o Mourinho) e que durante a relação há coisas que se vão perdendo...outras que se recuperam!
Fiquei triste amiga, por te ver desiludida...pode ser que seja só uma fase má...não deixes de acreditar que algumas coisas ainda podem ser como sonhas!

Fica bem amiga.Qualquer coisa estou por aqui...

jasmimdomeuquintal disse...

Adoro ler...

KNOPPIX disse...

Que nunca percas a capacidade de sonhar, Girafinha linda, gosto de ti assim :)

Obrigado pelos excertos que partilhastes e um camião tir cheio de beijinhos (acabou a greve, mandei um para ti )

Girafa cor de rosa disse...

Paulo: Olha se fosse eu era com um dragão (não é daqueles do estádio das Antas, pq p mim futebol nada significa, a não ser quando é a selecção!!). Os dinossauros já estão muito batidos. Um dragão sempre se voa um bocadito e não é preciso fósforos para acender o lume! Heheheh! Bjs e bom resto de semana.

Prof. Teresa: minha querida aceito as duas coisas! Tens o e-mail lá em baixo: girafa_cor_de_rosa@yahoo.com.br, e por outro lado qdo for para férias podemos combinar um encontro real e a cores, com muita honra! Seria um prazer conhecer-te. Bjs.

Blue angel:acho que já o encontrei, mas ele é um malandro e não me liga quase nenhuma porque diz que está muito atarefado...e está longe e eu morro de saudades e fico com muitas dúvidas se é possível isto continuar desta forma! Por vezes, a ausência é tanta que penso que já acabou:(Bjs.

Monia: volte sempre, será sempre bem vinda! Bjs.

Chicha BAnanica: Ó chichinha do meu coração é claro que sim!! Quantos já não levei de tua casa?!!! VOu levar o livro quando for de férias e mesmo que não te veja deixo lá em casa e há-de chegar-te às mãos. Bjssss. P.S. QUE orgulhosa que fico com as tuas leituras! QUe bom!!

Lenib: querida Lenib isso não pode ser!! Nunca se deve deixar de sonhar! Porque não acreditar que existe uma pessoa com quem nos damos maravilhosamente bem e com a qual gostariamos de partilhar o resto das nossas vidas?! Nâo é assim tão impossível! Acho que estás naquele preciso estado em que o "destino" de repente funciona e zássssss, vais ser obrigada a acreditar no special one! hehehehe! Bjssss

Blu eeyes: deixa lá isto passa!! Não te preocupes muito! Quem me manda amar um homem de Bragança? Lá no fim do mundo onde o gato perdeu as botas!! Aidna por cima estando eu prestes a migrar rumo sul?! Confusões do coração que não obedece à razão! Bjsss. P.S- tenho um poder de auto-cura muito bom, os sorrisos fazem milagres.

Jasmim: eu tb amiga! Bjssssss e boas leituras.

Knoppix: era bom eu não ser tanto assim às vezes caio na real e pummmm!! esborrachada no chão! Essas tuas orelhas ao vento estão o máximo! Beijocas.

Patti disse...

Eu não sou nada de lamechices e de sonhos voadores muito altos, mas acredito em almas gémeas.
E não é tão difícil de encontrar como isso.
Cabeçadas todos damos, mas também todos temos pernas para nos levantar, felizmente.
(Vim da Lenib)

CCF disse...

Uma girafa que não ri só, mas também chora um bocadinho, olha...gostei ainda mais de ti :)
~CC~

Professorinha disse...

Por acaso já ando de olho nessa autora há algum tempo... Mas não tenho tempo para ler mais nada além das cenas do mestrado. Já ando a ficar fartinhaaaa...


Beijos

Shakti disse...

Já li todos os livros dessa autora ...é uma absorção de leitura tremenda , principalmente para quem está na educação ...adorei todos embora a criança que não queria falar e a menina que nunca chorava tivessem mexido muito comigo....
A sua maneira de relatar a realidade dando um toque de expressividade e emocionalidade está espectacular !!!

Tenho a certeza que vais adorar ler este livro...e depois vais querer logo ler os outros três dela !!

Bjs

Filoxera disse...

Sei tão bem o que isso é!...
E também tenho lido muito, aliás sempre adorei e tenho muitos livros, mas ainda leio alguns da biblioteca e emprestados pelos amigos.
Bons afectos!

Blue Angel disse...

Olá Girafa cor de rosa!!!

Privatizei o meu blog, mas não quero que deixes de poder cá aparecer!!! Manda-me o teu e-mail para

niveaeulalio@yahoo.com.br

para eu te enviar um convite!

Um beijo

Nivea