Um cantinho para sonhar, desabafar, partilhar, divulgar, voar, sorrir, emocionar...o meu cantinho secreto!

Foto tirada pela girafa antes de se transformar em Nenúfar...na vida real - Lago de Jardim em Mafra.

quarta-feira, 5 de março de 2008

Como resolver um problema?


Hoje, mais uma vez, constatei que as grandes dificuldades que os alunos têm na Matemática, residem na intrepretação dos enunciados dos problemas.


Pedi-lhes para reflectirem nas seguintes questões quando se coloca um problema à frente deles:


- quais as informações (dados) que me dão?

- o que me estão a pedir?


Acontece que os alunos com maior dificuldade em resolver problemas de Matemática, são aqueles que ou não lêem os enunciados ou não conseguem compreendê-los e têm uma grande "desordem" lá dentro, isto é não conseguem organizar os dados/informações transmitidas pelo problema a resolver.


Disse-lhe para fazerem uma espécie de jogo:


1º passo: Agora vão ambos ler o problema, tentam compreendê-lo.

2º passo: P. perguntas à B. - quais são os dados do problema?

3º passo: B. perguntas ao P. - o que me estão a pedir? O que querem que eu faça?


Os resultados foram poucos, e não chegaram às mesmas conclusões, confirmando-se a minha hipótese inicial - não compreendem os enunciados!

Expliquei que se tivessem sempre este procedimento a resolver problemas conseguiriam mais facilmente resolvê-los. Mas eles resistem, não gostam, e muitos dizem (sem quase lerem o que lhes é pedido):


- Eu não consigo!!


É quase um trauma...mas o mais engraçado é que quando se começa a compreendê-la por dentro - a Matemática é encantadora e uma descoberta constante. Como eu gostava de os motivar para estas descobertas, mas é tão difícil!


Já Polya falava destas coisas....como resolver um problema.

11 comentários:

conchita disse...

Eu penso que o problema é o facto das crianças meterem na cabeça que não gostam de matematica e assim não fazerem o minimo esforço para tentar aprender, eu sei que há crianças com mais queda para as letras do que para os números, mas se tivessem um minimo de vontade para aprender, tudo seria mais fácil. Eu falo por mim, e como detestava matematica nunca fiz um esforço para compreende-la e então se o professor fosse chato, aí é que não me interessava nada.

P.S- Obrigada pelas tuas palavras e continuação de uma boa semana :)

TsiWari disse...

Na minha escola foi opção, na área de Estudo Acompanhado, implementar a co-docência de um docente de Português com um de Matemática para trabalhar estas questões.

Juro que expliquei exactamente o que se pretendia com estas aulas : descodificar enunciados. Primeiro trabalhá-lhos ao nível do Português e, só depois, matematizá-los.

Não sei dizer dos resultados. Parece-me, ainda, uma ideia interessante...

***

Pitanga disse...

Gostei demais do teu blog. Obrigada por ires ao Pitanga Doce.

PS: A casinha da foto está à venda?

beijinhos

O Profeta disse...

As coisas que aprendo contigo...


Passou o dia sobre as cidades
Esquecido por esta estação
Uma flor deposita no vento uma semente
Este ribeiro leva consigo a ilusão

Secretamente a terra a recolhe
Guarda-a da voragem do vento
Espera que água a fecunde
Explode a vida a cada momento

Convido-te a sentir o toque pungente das trindades…


Boa fim de semana


Mágico beijo

KNOPPIX disse...

Girafa...
Tens de combater o mito pré-concebido que a matemática é um bicho de 7 cabeças, complicadíssimo e que não há volta a dar-lhe.
Fazer as crianças entusiasmarem-se com a matemática, verem que afinal ela não é assim "tão" difícil, é uma tarefa árdua, sem dúvida, mas gratificante, quando bem sucedida.
Beijocas, prometo voltar mais vezes.

P.S.: Vim espreitar movido pela curiosidade, sabia que existiam elefantes cor de rosa, mas girafas...
(Deve ser da globalização) :P

Enfim... disse...

exactamente esse foi sempre o meu grande problema :(

Beijinhos

Bom fim semana

Pitanga disse...

Por coincidência também falo em matemática no post de hoje. Mas tem outra conotação. Espero que gostes.

beijos

Professorinha disse...

Eles não sabem raciocinar! Desde pequenos não aprendem a usar o cérebro porque as ordens são para poupar as crianças... Depois claro, é isto que acontece. Eu nem quero pensar... daqui a 10 anos... nem quero pensar...

Beijos

caditonuno disse...

se eles nao sabem ler... como é que vao perceber os enunciados?

eles nao lêem,só passam os olhos. é mais fácil que os profs lhes digam (e já agora que lhes façam os problemas e exercícios).

Girafa cor de rosa disse...

Conchita: sabes que penso que existe realmente uma certa "preguicite" aguda da parte dos alunos, que nem sempre estão disponíveis para raciocionar. Bjs.

tsiwari: é sempre complicado escrever o teu nome:)!Achei a tua ideia excelente, tomara que muitos ponham em práctica ideias semelhantes, porque penso que existe grande dificuldade 1º no português e intrepretação e depois é que vem o resto. Bjs.

pitanga: que bom teres gostado deste meu canto! VOlta sempre...lamento mas a casinha não está à venda, mas a boa notícia é que ela está à tua disposição sempre que te apetecer é só entrar aqui na girafa cor de rosa! Bjs.

Profeta: Tb aprendo bastante com os teus magníficos poemas! É um orgulho para mim as tuas visitas! Bjs.

Knoppix: outro nome difícil:))!Existem animais de todas as cores...na tua imaginação onde tudo é possível! Volta mais vezes és bem vindo, obrigada pela tua presença aqui neste cantinho. Bjs.

Enfim: viva! Bem vinda e volta sempre. Bjs.

Professorinha: É bom nem pensar no daqui a 10 anos...porque senão ficamos com os cabelos em pé!! Bjs.

Caditonuno: mesmo fazendo-lhe a "papinha" toda nem sempre resulta! É desesperante! Bjs.

Ka disse...

Olha quando era miúda também não apreciava matemática e o meu pai, que nos dava explicações de matemática ficava piurso com o nosso desinteresse. Mais tarde percebi que a minha embirração com a matemática foi exclusivamente causada pelas professoras que fui tendo, uma vez que debitavam a matéria sem se preocuparem se entendíamos ou não. No 10/11º anos apanhei uma professora excelente e não faltei a uma única aula, ela era de tal forma boa que conseguia motivar o aluno mais desinteressado .

Beijos e boa semana :)